Superávit primário de R$ 30 bilhões em janeiro é o maior já registrado pelo Banco Central

moeda
O superávit primário, esforço para o pagamento de juros da dívida, do setor público consolidado (governos federal, estaduais e municipais e empresas estatais) chegou a R$ 30,251 bilhões, em janeiro, segundo dados do Banco Central (BC), divulgados hoje (27). É o maior resultado mensal da série histórica iniciada em 2001. No mesmo período de 2012, o resultado foi R$ 26,016 bilhões.

Em 12 meses encerrados em janeiro, o resultado ficou em R$ 109,187 bilhões, o que representa 2,46% de tudo o que o país produz – Produto Interno Bruto (PIB).

O Governo Central (Banco Central, Tesouro Nacional e Previdência Social) registrou superávit primário de R$ 26,088 bilhões, em janeiro. Estados e municípios contribuíram com R$ 4,212 bilhões. As empresas estatais, excluídos os grupos Petrobras e Eletrobras, registraram déficit primário de R$ 49 milhões.

O esforço fiscal do setor público foi suficiente para cobrir os gastos com os juros que incidem sobre a dívida. Esses juros chegaram a R$ 22,649 bilhões, em janeiro, contra R$ 19,661 bilhões de igual período do ano passado.

Com isso, o superávit nominal, formado pelo resultado primário e as despesas com juros, ficou em R$ 7,602 bilhões, no mês passado, contra o déficit nominal de R$ 6,355 bilhões de igual mês de 2012.
Fonte: Agência Brasil

Anúncios

Erotização infantil cresce assustadoramente no Brasil

Nos últimos anos, as crianças brasileiras, influenciadas pela mídia e pela música de má qualidade, vêm sofrendo o que os especialistas chamam de “erotização precoce”.

diga não!

Há uma verdadeira erotização infantil induzida. O número de meninas de 10 a 14 anos, que tiveram filhos pela primeira vez, quase dobrou em 2012, em relação a 2011. Foram 20.632 crianças e adolescentes, segundo pesquisa do IBGE tendo como base o Censo 2012. Alarmante também é o fato de que outras 2.502 meninas já tinham filhos naquele ano, quando tiveram outro bebê. Seres anoréxicos e fúteis, quase inumanos, como Gisele Bündchen, são apresentados como padrão de beleza e de sucesso. A mídia, por sua vez, não se limita a fotografá-los, mas freqüentemente busca suas opiniões sobre os mais diversos temas, de política a transgênicos. Dissemina-se um culto à celebridade, que dá lugar ao surgimento de uma espécie de casta na sociedade, a casta dos ‘famosos’”.

FENÔMENO SOCIAL IMPOSTO PELA MÍDIA
Os meios de comunicação, ao contrário do que muitos pensam, não têm o menor compromisso com a cultura e a formação dos indivíduos. É uma vitrine de tudo que pode vender milhões, não importando a qualidade do produto.

EROTIZAÇÃO PRECOCE
O sexo e tudo que o envolve – sedução, conquista, intimidade, prazer e reprodução – faz parte do mundo dos adultos. Assim como o trabalho e a responsabilidade civil ou criminal. Incentivar ou permitir que uma criança fale, vista-se ou dance como adultos é como assistir passivamente aos menores que trabalham nos fornos de carvão ou nos canaviais do nordeste.

INICIAÇÃO SEXUAL SEM MATURIDADE FÍSICA E EMOCIONAL.
Conseqüências diretas da “erotização precoce” são crianças de 10/11 anos namorando e tendo relações sexuais aos 13/14 anos. Sem maturidade, sem informação, sem preservativos, sem anti-concepcionais. Apenas atendendo inconseqüentemente à explosão hormonal. E nós, avós precoces aos 40 anos, assistimos impotentes a tudo isso e podemos ver nossos filhos arcarem com responsabilidades de adultos, quando deveriam estar brincado de carrinho ou de boneca, ou se preparando para o futuro.

PERPLEXIDADE E PASSIVIDADE DA SOCIEDADE DIANTE DO FENÔMENO.
Uma tendência social demora a se tornar “aberração”. Até que os números sejam coletados e os dados vistos como alarmantes muitas vítimas já foram feitas. As pessoas tendem a ver a violência, as drogas e até a erotização precoce como algo distante, que acontece aos filhos dos outros. Mas, se olharmos bem de perto, todos temos um parente, um amigo ou vizinho passando por algum destes problemas.

O QUE PODEMOS FAZER PARA REVERTER ESTA SITUAÇÃO
Basta estar atento e agir. Se você, pai ou educador, se preocupa com o quadro que apresentamos, tem muitas atitudes a tomar.

Divulgue esta campanha; Não permita que seus filhos se vistam como adultos; Não estimule as coreografias por vezes pornográficas que alguns “artistas” apresentam; Não financie a roda da fortuna criada com o lançamento indiscriminado de banalidades e produtos anti-educativos gerados pela mídia com intenção exclusiva de lucro.

Você tem este poder de ação. Todos somos responsáveis pela nova geração que estamos deixando para assumir o mundo. Nossa responsabilidade é tornar nossas crianças adultos felizes, equilibrados, realizados e cidadãos conscientes do seu espaço e dos outros.

DIGA NÃO A EROTIZAÇÃO INFANTIL
Fonte: diganaoaerotizacaoinfantil

Crescente infestação de pernilongos incomoda moradores de Osasco

Nesta época do ano, as reclamações de enxames aumentam significativamente
insetos

Moradores da zona norte Osasco têm sofrido com a infestação de pernilongos. Todo ano, de janeiro a março as reclamações são constantes na Vigilância Epidemiológica sobre a invasão dos insetos.

A explicação para o aumento dos “invasores” é o calor excessivo e as chuvas dos últimos dias que formam uma combinação ideal para a proliferação de pernilongos e mosquitos. Segundo a Vigilância, é preciso colaboração das pessoas para evitar a multiplicação de criadouros. Em Osasco a situação é complicada na zona norte da cidade, principalmente quem mora próximo do Rio Ribeirão Vermelho, um Rio muito conhecido em Osasco devido as constantes enchentes no Jardim Rochdale, Jardim Baronesa, Jardim Mutinga e Jardim Santa Rita. Outro ponto crítico é o bairro do Jardim Bonança, onde esta situado o Aterro Sanitário. Neste local a quantidade de insetos é impressionante, eles se deslocam para outros bairros como Portal do D’Oeste, Jardim Açucará e Jardim Santa Rita, outro bairro que sofre com os pernilongos, ratos e escorpiões. Moradores reclamam da infestação de pernilongos registrada nas últimas semanas. “Não conseguimos sequer dormir por aqui. Quando começa a anoitecer, dá para ver nuvens do mosquito. Está insuportável”, reclama o aposentado Euclides Primilan, 63 anos, morador do Jardim Bonança, enquanto mostra as costas picadas. Com um bebê de apenas três meses de idade, a comerciante Mari Santos Bastos, 38 anos, moradora do Jardim Baronesa sofre com os insetos. “Tenho mosquiteiro no berço e deixo a criança sempre coberta. Utilizo veneno em spray o tempo todo. Quando começa a escurecer, aparece nuvens de pernilongo em casa. Acho que é por causa do rio”, disse. O proprietário de uma lanchonete às margens do rio, no Jardim Rochdale, também reclama da infestação. “Jogo desinfetante todo minuto para espantar os mosquitos porque trabalho com comida e não posso utilizar veneno”, afirmou Milton Aparecido Gabriel, 52.

Aplicação de repelentes em crianças requer
cuidados especiais

Repelentes
Para afastar os pernilongos, muitas pessoas passam repelentes nas pernas e braços. A aplicação em crianças, entretanto, requer alguns cuidados. No caso de bebês com até seis meses de vida o produto deve ser evitado, explica o pediatra Paulo José Santos Scalli. Acima dessa idade é recomendado o uso de loções repelentes específicas. Para crianças a partir de dois anos, há sprays, cremes loções, lembra o especialista.
“O uso deve ser feito nas partes que estão expostas, como o rosto, mas com muito cuidado para não atingir alguma parte mucosa, como o olho ou a boca. Sempre lembrar do coro cabeludo, orelha, mãos, pés e pernas”, explica o médico.
Segundo Paulo Scalli, o repelente tem duração de seis a oito horas. Ele recomenda fazer um teste antes para saber se a pessoa é alérgica ao produto. “A gente recomenda passar um pouco atrás da orelha ou no pulso e observar por 15 minutos. Se a pele ficar vermelha ou com algum tipo de rubor, significa alguma sensibilidade ao produto”, orienta.
O médico explica ainda que o repelente coemça a ter efeito após 30 minutos. Ele também orienta quanto ao uso de inseticida ou repelente elétrico. A recomendação é que o local seja ventilado e o ambiente não permaceça fechado.

Como se prevenir dos pernilongos:

1 – Ao entardecer, feche portas e janelas, pois os pernilongos possuem hábitos noturnos

2 – Use telas nas janelas e coloque vasinhos com salsa no peitoril das mesmas. Plante também em seu jardim plantas repelentes como mamoma, alfavaca e manjericão

3 – Não deixe recipientes abertos com água parada, pois são nestes locais que são colocados os ovos do mosquito. Não esqueça de manter sempre limpas as calhas, caixas d’água e fossas

4 – Passe inseticida no lado de fora da casa perto das entradas como portas e janelas ao entardecer. Evite, no entanto, passar o produto dentro de casa, pois quando usado com muita freqüência e em grande quantidade pode não fazer bem à saúde

5 – Use repelentes na pele. Há no mercado repelentes sem cheiro

6 – Jogue creolina ou querosene nos ralos

Existem vários bairros em Osasco com uma grande quantidade de lixo, sobretudo terrenos com mato alto que podem criar condições ideais para a infestação.

Pedimos a Prefeitura de Osasco que mobilize uma equipe de profissionais especializados para combater essa praga cada vez mais presente na vida dos moradores dessa região.

Osasco completa 51 anos com muitos problemas administrativos

Existem motivos para comemorar?
PRONTO SOCCORO
Os problemas de Osasco são críticos e as soluções não parecem ser a curto prazo. A única certeza é a insatisfação da população que não vê uma solução para esses problemas, mesmo com a troca de prefeitos e partidos ao longo dos anos na prefeitura os problemas continuam sem solução.

Saúde
Um problema causa outro problema mais adiante e a saúde pública parece ser o ponto final de todos eles. Uma cidade com mais 700 mil habitantes, trânsito caótico, um número elevado de favelas, lixo por todos os lados, violência da cidade todos os dias, pessoas estressadas e hipertensas precisa de um sistema de saúde adequado para suportar esse alto número de pacientes. Mas, o que se vê na cidade é um número insuficiente de leitos e demora para realizar exames comuns. A desorganização e a falta de comunicação entre a Secretária de Saúde da cidade é um dos fatores que contribuem para que os prontos-socorros fiquem lotados. Muitos dos casos poderiam ser resolvidos no atendimento primário, mas isso não acontece. Tudo isso faz a saúde pública ser a maior de todas as preocupações dos osasquenses. Na zona norte de Osasco, a população sofre com um único Pronto Socorro, Doutor Osmar Mesquita, situado na Rua Maria Carvalho de Lima, 363, no bairro do Helena Maria. Além de precário, o número de profissionais existentes no local é insuficiente para atender a grande demanda de pessoas vindas de vários bairros da região. Como consequência da falta de atenção com esses moradores, grande parte dos pacientes revoltados com a precariedade do Pronto Socorro, acabam procurando atendimento na cidade vizinha, Barueri. Segundo a direção do Hospital Rômulo Fonseca Guimaraes, situado no bairro do Mutinga em Barueri, a cada dez pacientes, nove são de Osasco. O que mostra a deficiência do atendimento em Osasco.

Opinião
Enquanto não houver valorização do principal bem deste mundo, o ser humano, o sistema de saúde pública há de permanecer na UTI, prestando atendimento médico-hospitalar de péssima qualidade e ainda com sério comprometimento da situação dos doentes, que apenas têm o direito de reclamar sem serem ouvidos e atendidos. Ultimamente, a população vem reclamando da falta de comprometimento dos médicos, que não comparecem ao trabalho ou chegam após os horários do seu expediente, com evidente prejuízo ao atendimento dos pacientes, mas nada tem sido feito para corrigir essa falha grave. A verdade é que a falência da saúde pública é tão evidente que somente as autoridades públicas sensatas e responsáveis têm a honestidade e decência de reconhecer e admitir as deficiências que afligem impiedosamente a sociedade, que é obrigada a enfrentar no dia a dia os horrores dessa chaga social.

Segurança
O problema da segurança pública é compartilhado, mas cada um tem que fazer sua parte e a prefeitura esta incluída nesse processo. A cidade de Osasco tem um alto número de furtos, roubos de veículos, tráfico de drogas e homicídios. A segurança pública é dever do governo estadual, mas o governo municipal pode ajudar cuidando melhor da iluminação, ruas limpas e calçadas que possibilitem o trânsito de pedestres, limpeza e corte de gramas e matos das áreas mais isoladas. Existe muita coisa que se pode fazer para dificultar a ação de criminosos. Além do mais, a participação de Guarda Civil Metropolitana é primordial para inibir a ação da criminalidade.

Transporte Coletivo, o mais caro do Brasil!
Os usuários do transporte público na cidade de Osasco tem uma vida complicada para irem ao trabalho e voltarem para casa. O sistema não funciona, os ônibus parecem não ser suficientes para atender a essa gigantesca massa de usuários. A solução é custosa e demorada, novos corredores de ônibus e novas linhas de ônibus são necessárias, outra reclamação dos usuários é o valor da tarifa. Osasco é um dos quatro municípios paulista que cobram as tarifas de ônibus mais caras do País. É o que aponta levantamento realizado pela ANTP (Associação Nacional de Transportes Público) e divulgado pela Rede Bandeirantes.
De acordo com a pesquisa, a tarifa de R$3,30 em vigor no município –e também na Capital, Guarulhos e Campinas, é a mais elevada em comparação feita entre 38 cidades com mais de 500 mil habitantes, entre os meses de janeiro e abril deste ano, no Brasil. A ANTP também levantou o impacto do custo com transporte no bolso dos trabalhadores. No caso de Osasco e outras cidades onde a passagem é de R$3, 30 o gasto, para quem faz duas viagens por dia e sem usar o Bilhete Único, é de R$158 no orçamento doméstico.

Ônibus de Osasco são os mais caros do País!
A cidade de Osasco não consegue escoar as águas das chuvas, que são mais intensas entre Novembro e Março. Os bairros mais afetados é o famoso Rochdale, o Jardim Baronesa, o Jardim Aliança, O Jardim Mutinga e agora a região central também sofre com alagamentos. O sistema em uso hoje coleta a água para depois envia-la aos bueiros, isso não se mostra mais suficiente para conter o volume das águas e as enchentes são constantes. Uma mudança radical na estrutura de escoamento levaria a fortes divergências entre aqueles que deveriam providenciar uma solução e entre a queda de braço dos egos as chuvas vão acontecendo, as enchentes aparecendo e toda temporada de chuva já sabemos o resultado. Mais áreas verdes com calçadas revitalizadas para absorver as águas seria uma solução apontada pelos especialistas.
Educação
Filas nas creches e a qualidade ruim do ensino fundamental são as principais queixas da população. Para os especialistas a prefeitura poderia disponibilizar novas creches em locais ociosos. Em relação ao ensino fundamental melhores salários e uma diversificação nas atividades incluindo estações de ciência e museus.

IPTU
A população terá de pagar IPTU bem mais caro em 2013
A prefeitura fazia um desconto de 30% no valor venal de todos os imóveis para o cálculo do IPTU, mas uma lei aprovada em 2012 diminuiu esse benefício, que passou para 10%. Infelizmente o IPTU 2013 tem sido motivo de revolta entre os contribuintes da cidade de Osasco. Esse reajuste considerado muito alto que atingiu parte dos moradores, que inclusive levaram as suas reclamações para a internet. Há até petições públicas contra os reajustes da cidade.
Apesar do aumento para alguns, houve isenção para outros. Estas mudanças vieram no final de 2012, na última sessão extraordinária da Câmara de Osasco, no dia 21 de dezembro, quando foi aprovado o Projeto de Lei 30/12, que oferece isenção de IPTU para imóveis de valor venal até R$ 40 mil, assim como revisão de plantas genérica de valores dos imóveis de imóveis da cidade.

Municípios que tiveram eleição anulada farão novo pleito entre março e abril – Ao que tudo indica não teremos nova eleição em Osasco!

fonte

Ao que tudo indica, em Osasco não teremos uma nova eleição.
Recapitulando: Jorge Lapas (PT) venceu a eleição no 1º turno com 60% dos votos válidos (138.435 votos). Essa situação fez nascer na cidade um desejo de nova eleição porque uma parte dos moradores considera a vitória de Lapas ilegítima porque ele não obteve a aprovação da maioria do colégio eleitoral da cidade que soma 449.689 (que foram às urnas nessa eleição). Ele conseguiu a maioria dos votos válidos.

Os protestos surgiram depois que os 149.579 votos dados a Celso Giglio (PSDB) foram considerados nulos pela Justiça Eleitoral. Giglio concorreu sub-judice porque aguardava julgamento de recurso pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para tentar reverter decisão anterior do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) que o enquadrou na Lei Ficha Limpa. Não conseguiu. Foi considerado Ficha Suja pelo TSE e ficou inelegível por 8 anos. Giglio teve as contas de sua gestão como prefeito em 2004 rejeitadas pela Câmara de Vereadores e pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado).

Municípios que tiveram eleição anulada farão novo pleito entre março e abril

Vinte e cinco municípios nos quais as eleições municipais do ano passado foram anuladas devido à Lei da Ficha já tiveram definida a data para um novo pleito. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), as novas votações vão ocorrer nos meses de março e abril. Outro município, Guarapari (ES), teve a nova eleição realizada no dia 3 passado.

As eleições foram anuladas porque os candidatos que obtiveram mais de 50% dos votos válidos tiveram os registros de candidaturas julgados rejeitados pela Justiça Eleitoral, em julgamento posterior ao pleito. Nos municípios em que a eleição foi anulada, os presidentes das câmaras municipais estão exercendo o comando do Executivo municipal.

As novas datas foram agendadas pelos tribunais regionais eleitorais (TREs) dos nove estados onde estão localizados os 25 municípios que tiveram eleições anuladas: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Norte, Bahia, Paraná e Amapá.

Segundo o TSE, no dia 3 de março serão realizadas novas eleições nas cidades de Erechim (RS), Eugênio de Castro (RS), Novo Hamburgo (RS), Sidrolândia (MS), Camamu (BA), Balneário Rincão (SC), Campo Erê (SC), Criciúma (SC), Tangará (SC) e Bonito (MS).

Já no dia 7 de abril, haverá novo pleito nos municípios de Pedra Branca do Amapari (AP), São João do Paraíso (MG), Biquinhas (MG), Diamantina (MG), Cachoeira Dourada (MG), Joaquim Távora (PR), Serra do Mel (RN), Muquém do São Francisco (BA), Caiçara do Rio do Vento (RN), Coronel Macedo (SP), Eldorado (SP), Fernão (SP), Tucunduva (RS), Vacaria (RS) e Sobradinho (RS).
Fonte:Agência Brasil

Rádio está presente em 88% das residências e número de emissoras dobra em 10 anos

fonte
Apesar do avanço de novas mídias e da expansão do acesso à internet, o rádio continua sendo um dos principais veículos de informação dos brasileiros. Segundo a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert),o rádio – que comemora hoje seu dia mundial – está presente em 88,1% dos domicílios do país, perdendo apenas para a televisão, que tem penetração de cerca de 97%.

O país tem aproximadamente 9,4 mil emissoras de rádio em funcionamento, incluindo emissoras comerciais AM e FM e rádios comunitárias. O número é mais que o dobro do registrado há dez anos, segundo dados do Ministério das Comunicações. Nos estados de São Paulo e Minas Gerais estão concentrados os maiores números de emissoras, com 1,4 mil e 1,3 mil, respectivamente.

O número de aparelhos de rádio convencionais passa de 200 milhões no Brasil, além de 23,9 milhões de receptores em automóveis e do acesso por aparelhos celulares, que somam cerca de 90 milhões. Isso sem falar no acesso às emissoras pela internet, por meio de computadores e smartphones. Aproximadamente 80% das emissoras do país já transmitem sua programação pela rede mundial de computadores.

O presidente da Abert, Daniel Slaviero, destaca que o rádio está se adaptando às novas tecnologias para disputar o mercado altamente competitivo da informação e do entretenimento. “Acreditamos no futuro do rádio, não como nossos pais e avós o conheceram, mas inovador, ágil, interativo e com a mesma importância social, eficiência comunicativa e proximidade com as comunidades e os ouvintes. Aos 90 anos, não há dúvida de que o rádio está em plena reinvenção”, avalia.

Para o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, o rádio faz parte da cultura dos brasileiros e não perderá espaço porque está acompanhando a evolução do setor. “Neste momento especial de transformações tecnológicas e do aparecimento de outras mídias, o rádio segue firme no nosso dia a dia porque também se transformou. Hoje é comum, corriqueiro, ouvirmos a transmissão da programação também pela internet, direto das redações das emissoras”, diz. O ministro garante que o governo trabalha para dar à radiodifusão a flexibilidade e pujança necessárias para continuar a crescer.

Fonte: Agência Brasil

fonte

Fonte: Ministério das Comunicações – dezembro 2012

Edição: Graça Adjuto

Unesco marca o Primeiro Dia Mundial do Rádio com programas especiais

AUDREY-HEPBURN
Audrey Hepburn nos estúdios da Rádio ONU em 1953
Ouça: http://www.carosouvintes.org.br/blog/wp-content/uploads/1202133i.mp3

Data de 13 de fevereiro foi escolhida por comemorar a criação da Rádio ONU, em 1946; rádio atinge 95% de qualquer segmento da população mundial.

A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, está comemorando neste 13 de fevereiro, o Dia Mundial do Rádio. A data foi escolhida para lembrar a criação da Rádio ONU, em 1946. Para celebrar o Dia, a Rádio ONU produziu vários programas especiais recordando os 66 anos de história. Nessa gravação, de 1954, a atriz de Hollywood, Audrey Hepburn, e embaixadora da Boa Vontade do Unicef, fala sobre a luta de crianças carentes ao redor do mundo. Além da atriz Audrey Hepburn, também participaram do programa, gravado nos estúdios da Rádio ONU, em Nova York, os atores Kirk Douglas, Deborah Kerr e Bing Crosby. Segundo a Unesco, o rádio atinge 95% de qualquer segmento da população mundial.

Nos países em desenvolvimento, mais de 75% dos lares têm um aparelho de rádio. Uma pesquisa da agência revela que a audiência do rádio subiu para 500 mil pessoas a mais no segundo trimestre de 2010, se comparado ao mesmo período de 2009. Apesar dos canais de mídia social e disseminação da TV por internet, o rádio continua crescendo em penetração e importância. No leste da África, por exemplo, o número de rádios comunitárias que transmitem nas línguas locais está aumentando.

Fonte: carosouvintes