Crescente infestação de pernilongos incomoda moradores de Osasco

Nesta época do ano, as reclamações de enxames aumentam significativamente
insetos

Moradores da zona norte Osasco têm sofrido com a infestação de pernilongos. Todo ano, de janeiro a março as reclamações são constantes na Vigilância Epidemiológica sobre a invasão dos insetos.

A explicação para o aumento dos “invasores” é o calor excessivo e as chuvas dos últimos dias que formam uma combinação ideal para a proliferação de pernilongos e mosquitos. Segundo a Vigilância, é preciso colaboração das pessoas para evitar a multiplicação de criadouros. Em Osasco a situação é complicada na zona norte da cidade, principalmente quem mora próximo do Rio Ribeirão Vermelho, um Rio muito conhecido em Osasco devido as constantes enchentes no Jardim Rochdale, Jardim Baronesa, Jardim Mutinga e Jardim Santa Rita. Outro ponto crítico é o bairro do Jardim Bonança, onde esta situado o Aterro Sanitário. Neste local a quantidade de insetos é impressionante, eles se deslocam para outros bairros como Portal do D’Oeste, Jardim Açucará e Jardim Santa Rita, outro bairro que sofre com os pernilongos, ratos e escorpiões. Moradores reclamam da infestação de pernilongos registrada nas últimas semanas. “Não conseguimos sequer dormir por aqui. Quando começa a anoitecer, dá para ver nuvens do mosquito. Está insuportável”, reclama o aposentado Euclides Primilan, 63 anos, morador do Jardim Bonança, enquanto mostra as costas picadas. Com um bebê de apenas três meses de idade, a comerciante Mari Santos Bastos, 38 anos, moradora do Jardim Baronesa sofre com os insetos. “Tenho mosquiteiro no berço e deixo a criança sempre coberta. Utilizo veneno em spray o tempo todo. Quando começa a escurecer, aparece nuvens de pernilongo em casa. Acho que é por causa do rio”, disse. O proprietário de uma lanchonete às margens do rio, no Jardim Rochdale, também reclama da infestação. “Jogo desinfetante todo minuto para espantar os mosquitos porque trabalho com comida e não posso utilizar veneno”, afirmou Milton Aparecido Gabriel, 52.

Aplicação de repelentes em crianças requer
cuidados especiais

Repelentes
Para afastar os pernilongos, muitas pessoas passam repelentes nas pernas e braços. A aplicação em crianças, entretanto, requer alguns cuidados. No caso de bebês com até seis meses de vida o produto deve ser evitado, explica o pediatra Paulo José Santos Scalli. Acima dessa idade é recomendado o uso de loções repelentes específicas. Para crianças a partir de dois anos, há sprays, cremes loções, lembra o especialista.
“O uso deve ser feito nas partes que estão expostas, como o rosto, mas com muito cuidado para não atingir alguma parte mucosa, como o olho ou a boca. Sempre lembrar do coro cabeludo, orelha, mãos, pés e pernas”, explica o médico.
Segundo Paulo Scalli, o repelente tem duração de seis a oito horas. Ele recomenda fazer um teste antes para saber se a pessoa é alérgica ao produto. “A gente recomenda passar um pouco atrás da orelha ou no pulso e observar por 15 minutos. Se a pele ficar vermelha ou com algum tipo de rubor, significa alguma sensibilidade ao produto”, orienta.
O médico explica ainda que o repelente coemça a ter efeito após 30 minutos. Ele também orienta quanto ao uso de inseticida ou repelente elétrico. A recomendação é que o local seja ventilado e o ambiente não permaceça fechado.

Como se prevenir dos pernilongos:

1 – Ao entardecer, feche portas e janelas, pois os pernilongos possuem hábitos noturnos

2 – Use telas nas janelas e coloque vasinhos com salsa no peitoril das mesmas. Plante também em seu jardim plantas repelentes como mamoma, alfavaca e manjericão

3 – Não deixe recipientes abertos com água parada, pois são nestes locais que são colocados os ovos do mosquito. Não esqueça de manter sempre limpas as calhas, caixas d’água e fossas

4 – Passe inseticida no lado de fora da casa perto das entradas como portas e janelas ao entardecer. Evite, no entanto, passar o produto dentro de casa, pois quando usado com muita freqüência e em grande quantidade pode não fazer bem à saúde

5 – Use repelentes na pele. Há no mercado repelentes sem cheiro

6 – Jogue creolina ou querosene nos ralos

Existem vários bairros em Osasco com uma grande quantidade de lixo, sobretudo terrenos com mato alto que podem criar condições ideais para a infestação.

Pedimos a Prefeitura de Osasco que mobilize uma equipe de profissionais especializados para combater essa praga cada vez mais presente na vida dos moradores dessa região.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s