Osasco completa 51 anos com muitos problemas administrativos

Existem motivos para comemorar?
PRONTO SOCCORO
Os problemas de Osasco são críticos e as soluções não parecem ser a curto prazo. A única certeza é a insatisfação da população que não vê uma solução para esses problemas, mesmo com a troca de prefeitos e partidos ao longo dos anos na prefeitura os problemas continuam sem solução.

Saúde
Um problema causa outro problema mais adiante e a saúde pública parece ser o ponto final de todos eles. Uma cidade com mais 700 mil habitantes, trânsito caótico, um número elevado de favelas, lixo por todos os lados, violência da cidade todos os dias, pessoas estressadas e hipertensas precisa de um sistema de saúde adequado para suportar esse alto número de pacientes. Mas, o que se vê na cidade é um número insuficiente de leitos e demora para realizar exames comuns. A desorganização e a falta de comunicação entre a Secretária de Saúde da cidade é um dos fatores que contribuem para que os prontos-socorros fiquem lotados. Muitos dos casos poderiam ser resolvidos no atendimento primário, mas isso não acontece. Tudo isso faz a saúde pública ser a maior de todas as preocupações dos osasquenses. Na zona norte de Osasco, a população sofre com um único Pronto Socorro, Doutor Osmar Mesquita, situado na Rua Maria Carvalho de Lima, 363, no bairro do Helena Maria. Além de precário, o número de profissionais existentes no local é insuficiente para atender a grande demanda de pessoas vindas de vários bairros da região. Como consequência da falta de atenção com esses moradores, grande parte dos pacientes revoltados com a precariedade do Pronto Socorro, acabam procurando atendimento na cidade vizinha, Barueri. Segundo a direção do Hospital Rômulo Fonseca Guimaraes, situado no bairro do Mutinga em Barueri, a cada dez pacientes, nove são de Osasco. O que mostra a deficiência do atendimento em Osasco.

Opinião
Enquanto não houver valorização do principal bem deste mundo, o ser humano, o sistema de saúde pública há de permanecer na UTI, prestando atendimento médico-hospitalar de péssima qualidade e ainda com sério comprometimento da situação dos doentes, que apenas têm o direito de reclamar sem serem ouvidos e atendidos. Ultimamente, a população vem reclamando da falta de comprometimento dos médicos, que não comparecem ao trabalho ou chegam após os horários do seu expediente, com evidente prejuízo ao atendimento dos pacientes, mas nada tem sido feito para corrigir essa falha grave. A verdade é que a falência da saúde pública é tão evidente que somente as autoridades públicas sensatas e responsáveis têm a honestidade e decência de reconhecer e admitir as deficiências que afligem impiedosamente a sociedade, que é obrigada a enfrentar no dia a dia os horrores dessa chaga social.

Segurança
O problema da segurança pública é compartilhado, mas cada um tem que fazer sua parte e a prefeitura esta incluída nesse processo. A cidade de Osasco tem um alto número de furtos, roubos de veículos, tráfico de drogas e homicídios. A segurança pública é dever do governo estadual, mas o governo municipal pode ajudar cuidando melhor da iluminação, ruas limpas e calçadas que possibilitem o trânsito de pedestres, limpeza e corte de gramas e matos das áreas mais isoladas. Existe muita coisa que se pode fazer para dificultar a ação de criminosos. Além do mais, a participação de Guarda Civil Metropolitana é primordial para inibir a ação da criminalidade.

Transporte Coletivo, o mais caro do Brasil!
Os usuários do transporte público na cidade de Osasco tem uma vida complicada para irem ao trabalho e voltarem para casa. O sistema não funciona, os ônibus parecem não ser suficientes para atender a essa gigantesca massa de usuários. A solução é custosa e demorada, novos corredores de ônibus e novas linhas de ônibus são necessárias, outra reclamação dos usuários é o valor da tarifa. Osasco é um dos quatro municípios paulista que cobram as tarifas de ônibus mais caras do País. É o que aponta levantamento realizado pela ANTP (Associação Nacional de Transportes Público) e divulgado pela Rede Bandeirantes.
De acordo com a pesquisa, a tarifa de R$3,30 em vigor no município –e também na Capital, Guarulhos e Campinas, é a mais elevada em comparação feita entre 38 cidades com mais de 500 mil habitantes, entre os meses de janeiro e abril deste ano, no Brasil. A ANTP também levantou o impacto do custo com transporte no bolso dos trabalhadores. No caso de Osasco e outras cidades onde a passagem é de R$3, 30 o gasto, para quem faz duas viagens por dia e sem usar o Bilhete Único, é de R$158 no orçamento doméstico.

Ônibus de Osasco são os mais caros do País!
A cidade de Osasco não consegue escoar as águas das chuvas, que são mais intensas entre Novembro e Março. Os bairros mais afetados é o famoso Rochdale, o Jardim Baronesa, o Jardim Aliança, O Jardim Mutinga e agora a região central também sofre com alagamentos. O sistema em uso hoje coleta a água para depois envia-la aos bueiros, isso não se mostra mais suficiente para conter o volume das águas e as enchentes são constantes. Uma mudança radical na estrutura de escoamento levaria a fortes divergências entre aqueles que deveriam providenciar uma solução e entre a queda de braço dos egos as chuvas vão acontecendo, as enchentes aparecendo e toda temporada de chuva já sabemos o resultado. Mais áreas verdes com calçadas revitalizadas para absorver as águas seria uma solução apontada pelos especialistas.
Educação
Filas nas creches e a qualidade ruim do ensino fundamental são as principais queixas da população. Para os especialistas a prefeitura poderia disponibilizar novas creches em locais ociosos. Em relação ao ensino fundamental melhores salários e uma diversificação nas atividades incluindo estações de ciência e museus.

IPTU
A população terá de pagar IPTU bem mais caro em 2013
A prefeitura fazia um desconto de 30% no valor venal de todos os imóveis para o cálculo do IPTU, mas uma lei aprovada em 2012 diminuiu esse benefício, que passou para 10%. Infelizmente o IPTU 2013 tem sido motivo de revolta entre os contribuintes da cidade de Osasco. Esse reajuste considerado muito alto que atingiu parte dos moradores, que inclusive levaram as suas reclamações para a internet. Há até petições públicas contra os reajustes da cidade.
Apesar do aumento para alguns, houve isenção para outros. Estas mudanças vieram no final de 2012, na última sessão extraordinária da Câmara de Osasco, no dia 21 de dezembro, quando foi aprovado o Projeto de Lei 30/12, que oferece isenção de IPTU para imóveis de valor venal até R$ 40 mil, assim como revisão de plantas genérica de valores dos imóveis de imóveis da cidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s