POKÉMON: “DEMÔNIO DE BOLSO”, CONSIDERADO O JOGO DIABÓLICO DA NOVA ORDEM MUNDIAL

Captura-de-Tela-2016-08-05-às-11.56.38

O nome Pokémon significa “Demônio de Bolso”. Em 1995 foi lançado no Japão um Video-Game chamado “Pokémon”. Por causa da febre no país resolveram criar um desenho animado com o mesmo nome. A partir daí, os personagens do desenho começaram a ser vendidos dentro de salgadinhos. Crianças de todas as idades passaram a andar com estes em mãos e assistiam os desenhos, pronunciando frequentemente o nome Pikachu, Charmander, JigglyPuff, e seus 150 Pokémons. Ai vem a pergunta: Onde guardamos os bonequinhos de Pokémon quando queremos guarda-los conosco? Claro que é no bolso! OS DEMÔNIOS SÃO OS POKÉMONS E POR ISSO SE CHAMAM “DEMÔNIOS DE BOLSO”.

Outro significado estranho de nome é o do Pikachu, que significa “Monstro Destruidor”.

Muitas igrejas neo-pentecostais dos Estados Unidos (mas também de outros países como Brasil) acreditam que Pokémon é uma série satânica, embora o tema religião nunca tenha sido mencionado na série. As “conexões” mais comuns que essas comunidades apresentam entre Pokémon e o satanismo são:

  • Pokémons seriam demônios, são capturados e invocados para fazer o mal.
  • As Insígnias de Ginásio seriam talismãs mágicos que servem para controlá-los.
  • Alguns Pokémons, como Murkrow e Darkrai, representam bruxas, fantasmas e demônios.

Mas não são apenas igrejas evangélicas que criticam a série. Judeus criticam o TCG por usar a suástica em algumas cartas. O Papa João Paulo II também já criticou Pokémon, alegando que viola a criação segundo a Gênesis. Em um pronunciamento em 2000, alegou que Pokémon seria apenas fruto de uma “imaginação fértil” e que não haveria problema em sua existência e ainda aprovou a série. Outra crítica quanto à religião foi no México, onde um padre planejou uma queima de vários objetos da série, mas desistiu.

Pokémon também recebe críticas relativas aos maus tratos de animais. O mecanismo principal da série, as batalhas, são comparadas com brigas de galo. Dessa maneira, treinadores capturariam e fariam os Pokémons batalharem até a morte. Outros também dizem que isso encoraja as crianças a fazerem crueldades com os animais e a apostarem ilegalmente.

Não falamos sobre algumas, mas milhões de pessoas, adultos e crianças, que saem às ruas como se fossem zumbis reais, sem tirar os olhos de seus smartphones. Estão sempre olhando para Pokemon, criaturas estranhas, que começaram a conquistar os corações de milhões de pessoas no ano de 1996. 

Este aplicativo de Pokémon serve para fazer com que essas criaturas interajam com objetos físicos do mundo real. E como já vimos, pode aparecer em qualquer lugar, um Diglett espiando um vaso sanitário, um demônio chamado Ponyta nas ruas, um Doduo em um escritório, e uma lista interminável. Mas tudo isto não só serve para fazer com que todos se divirtam desde que após o seu lançamento, em 6 de julho, o jogo se tornou um fenômeno global viral, mesmo colocando para fora todos os usuários ativos do Twitter em um único dia.

Tornou-se o jogo mais rentável do Google Apps e da Play Store. As ações da Nintendo subiram 25% em um dia e teve outro aumento de 13% no dia seguinte. Pode ser o jogo mais bem sucedido que usa alta tecnologia de realidade e combina o mundo digital com o real. Mas não é ouro que reluz, desde que uma vasta conspiração global está escondida atrás deste jogo. Acredita-se que o objetivo de tal jogo é controlar adolescentes e crianças além de roubar dados de milhões de usuários. Mas, o pior é que ele está criando um exército a serviço da nova ordem mundial.

Veja matéria do Jornal Nacional  de 1997 sobre crianças que passaram mal vendo o desenho:

Anúncios

Polícia de SP prende seis suspeitos de esquema de fraude no Bilhete Único

recarregar1

A  Polícia Civil de São Paulo prendeu seis pessoas e apreendeu um menor por envolvimento em um esquema de fraude do Bilhete Único. Segundo a polícia, o esquema consiste na utilização de um software capaz de desviar dinheiro das recargas.

De acordo como delegado da 4ª Delegacia de Investigações sobre Fraudes contra Seguros e Afins do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), João Renato Weselowski, a polícia apreendeu equipamentos para obter mais detalhes sobre a fraude.

A operação teve início na tarde de sexta-feira (29), quando os policiais foram até um restaurante em Itaquera, na Zona Leste, para checar a denúncia de que no local havia um posto ilegal de recarga de bilhete único. Lá foram presos um comerciante e uma ajudante. Foram apreendidos ainda um notebook e impressoras, além de diversos cupons referentes a recarga de Bilhete Único. Eles teriam relevado que o esquema renderia diariamente R$ 2 mil.

Medidas contra fraude
A SPTrans também toma medidas contra fraude do Bilhete Único. A venda de créditos semanal e diário do Bilhete Único é feita somente para cartões cadastrados desde segunda-feira (1º). Com isso, cartões anônimos não vão receber os créditos semanais e diários. Segundo a SPTrans, a medida é válida até que “existam condições seguras de controle da fraude”.

O cadastro é feito pelo site da SPTrans e são retirados nos postos autorizados (veja a lista completa abaixo).

Os créditos adquiridos o dia 1º serão utilizados normalmente até seu término. Os cartões anônimos continuarão em circulação, podendo receber crédito na modalidade comum em dinheiro.

Ainda de acordo com a SPTrans, os efeitos das medidas e eventuais ajustes ou revisões serão avaliados no prazo de 30 dias e os demais benefícios e vantagens do Bilhete Único permanecem inalterados.

Protesto marca passagem da tocha olímpica por São Gonçalo

4tbhklp362_48id7bm5js_file

A passagem da tocha olímpica pela cidade de São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (2) foi marcada por protestos

Manifestantes levaram cartazes em que criticam gastos com os Jogos Olímpicos e isenções fiscais concedidas a empresas peloo governo do Rio de Janeiro.

Em razão do tumulto, manifestantes foram conduzidos à 74ª DP, mas foram liberados em seguida.

Chegada ao Rio

Nesta quarta-feira (3), a chama cruzará a baía de Guanabara escoltada por sete medalhistas que ajudaram a transformar a vela no esporte que deu mais títulos ao Brasil na história dos Jogos (seis, ao todo).

Entre eles, os irmãos Torben (bicampeão) e Lars Grael (dois bronzes), que vão entregar a tocha ao prefeito do Rio, Eduardo Paes, na Escola Naval, ao lado do aeroporto Santos Dumont.

Depois disso, a tocha será carregada dentro do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), sistema de bondes instalado no centro da cidade e considerado um dos legados olímpicos. De lá, a tocha segue para cidades da Baixada Fluminense como Duque de Caxias, São João de Meriti, Nilópolis, Belford Roxo e Nova Iguaçu.

A cidade do Rio só voltará a ver a tocha na manhã de quinta-feira (4), quando passará pela Vila Olímpica a partir das 8h. Depois, o surfista Rico de Souza surfará com a chama, na praia da Macumba, no Recreio dos Bandeirantes, zona oeste.

Bomba! Justiça americana suspende todas as ações contra a Petrobras

NOVA YORK – A Corte Federal de Apelações do Segundo Circuito decidiu suspender temporariamente a ação coletiva e as 27 ações individuais em curso na Corte Federal de Nova York. contra a Petrobras.O Segundo Circuito da Justiça de Nova York é uma corte de apelação. O colegiado decidiu suspender o despacho de primeira instância, no qual o juiz Jed Rakoff, do Tribunal do Distrito Sul de Nova York, aceitou a tese de ação coletiva e marcou o julgamento inicial para 19 de setembro.

Veja o documento com a decisão da Justiça abaixo:

Se os juízes avaliarem que a demanda dos investidores não preenche os requisitos de uma ação coletiva, eles estarão de certa forma rejeitando o argumento de que má fé da Petrobras. Este é o objetivo final da estatal na sua defesa perante à Justiça americana.

A decisão ocorreu após um pedido da própria Petrobras. A estatal pediu que fosse revista a decisão do juiz Jed Rakoff, de fevereiro, que separou em dois grupos os investidores que se sentiram prejudicados financeiramente, como os que compraram ADRs (o que equivale a ações negociadas nos EUA) entre janeiro de 2010 e julho de 2015 e os que compraram títulos da dívida emitidos pela empresa em 2014 e 2015 no mercado americano. Segundo a Petrobras, em comunicado à Comissão de valores Mobiliários (CVM), a suspensão continua enquanto continuar “pendente de julgamento o recurso da companhia contra a decisão de certificação de classe”.

A Petrobras é o centro da Operação Lava-Jato, da Polícia Federal, que tem como foco os casos de corrupção na petroleira. A investigação levou à abertura de uma série de processos de acionistas contra a empresa. Entre eles, a ação coletiva nos Estados Unidos.

A instância de apelação agora avaliará se os argumentos que constam da solicitação dos investidores preenchem os requisitos de uma ação coletiva. Isso significa que ficam suspensos quaisquer procedimentos na ação até decisão final do Segundo Circuito.

O desdobramento é fundamental para a Petrobras, por duas questões principais. De um lado, “tira a faca do pescoço” da petrolífera brasileira, nas palavras de um interlocutor, por adiar o julgamento da ação coletiva, marcada para o dia 19 de setembro.

De outro, e mais importante, o parecer da corte de apelação fortalece o argumento da estatal de que não tentou enganar os investidores, e sim foi tão vítima quanto eles do esquema de corrupção descoberto pela Operação Lava-Jato.

Fonte: O Globo

 

Celso Giglio oficializa candidatura à prefeitura de Osasco e afirma que “nunca houve plano B”

13662286_628786953943974_1614224528098629794_o

“Foi uma intriga da oposição daqueles que quiseram tomar o poder a qualquer custo, mesmo a custo de mentiras, eu acho que eleição se ganha no voto, se ganha com trabalho, se ganha com muita luta e não ganha com mentiras e nós vamos ganhar essas eleições”

Depois de vários boatos sobre uma possível retirada de candidatura em função da inelegibilidade, o deputado estadual Celso Giglio (PSDB) oficializou sua candidatura a prefeito de Osasco na tarde deste domingo, 31, em convenção realizada na Escola Estadual José Maria Rodrigues. André Sacco, vereador (PSDB) também foi oficializado como vice-prefeito, formando assim chapa pura. A convenção contou com a participação de lideranças importantes do PSBD como o Ministro de Relações Internacionais José Serra, o senador Aluisio Nunes e lideranças políticas da região. Giglio disse em seu discurso que a escolha do vice-prefeito foi analisada com base na identificação com a cidade, enfatizou a “importância de conhecer a cidade e os bairros”, sobretudo alguém que se intensificasse com o povo. Indagado se está apto para concorrer ao pleito de outubro, Giglio disse que sofre perseguição política. “Foi uma intriga da oposição daqueles que quiseram tomar o poder a qualquer custo, mesmo a custo de mentiras, eu acho que eleição se ganha no voto, se ganha com trabalho, se ganha com muita luta e não ganha com mentiras e nós vamos ganhar essas eleições”, afirmou o deputado. Giglio afirmou que “nunca houve plano B”, sempre esteve confiante na sua candidatura apesar de ter grandes nomes no partido e de todas as manobras que tentaram contra ele. Disse também que “o povo já está vacinado, sabe de onde isso vem e os meios que os adversários usam para ganhar a eleição”, reclamou.
Perguntado se já estava na hora de passar o bastão, questionamentos de alguns adversários políticos, Celso Giglio disse sua equipe é uma das “melhores”. “Os nossos quadros são os melhores, eu quero fazer uma grande gestão na Prefeitura de Osasco, eu quero que seja a melhor gestão da minha vida, quero depois disso entregar a Prefeitura para uma pessoa preparada com os mesmos objetivos meus, preocupada com os mais pobres, com os mais humildes e que essa pessoa possa continuar o meu trabalho”, concluiu Giglio que segundo fontes seguras, terá o seu recurso apreciado pela justiça nesta próxima sexta feira (05/08).

 

PPS oficializa candidatura de Claudio Piteri a prefeitura de Osasco

13879376_969628089850199_2188085036015801650_n

Na manhã deste último domingo, 31, a convenção oficializou a candidatura de Claudio Piteri a prefeitura de Osasco que conta com três partidos na coligação: PPS, PMN e PPL. O empresário Délbio Teruel também foi confirmado como vice. Teruel, que é empresário e advogado, já disputou a prefeitura outras três vezes. Sobre a escolha de, agora, ser candidato a vice-prefeito, Teruel afirma que colocou, em primeiro lugar, seu projeto para a cidade. “Temos um projeto sério. É o momento certo e hora de pensarmos na cidade e deixar qualquer projeto pessoal de lado”, indagou.

Em pesquisas recentes, Délbio Teruel aparece na frente de Claudio Piteri, contudo Teruel aposta do projeto do PPS para cidade. “Vamos trabalhar em conjunto, pois temos um programa de governo para melhorar Osasco e resgatar a cidade, que infelizmente está um caos. Vamos para o segundo turno e vamos ganhar essas eleições”, afirmou Teruel. Segundo os organizadores do evento, cerca de 3 mil pessoas prestigiaram a convenção do PPS. Piteri reconhece que o trabalho está apenas começando, mas garante que sua experiência adquirida na Fundação Casa como vice-presidente e o período que esteve no Legislativo quando atuou como vereador o credencia para ocupar o posto de próximo prefeito de Osasco. “Estamos no caminho certo e que nosso trabalho está gerando resultados. Esse é só o começo, há muito o que se fazer e estamos completamente empenhados em retribuir da melhor maneira possível à confiança de tanta gente que está nos apoiando”, concluiu Claudio Piteri que recebe o apoio de Délbio num momento que ele julga importante do ponto de vista da renovação e a experiência que ambos acumulam na vida pública. Destacou que pretende investir no esporte e apresentar uma “política nova de cultura”, sobretudo resgatar a dignidade da Instituição Fito que segundo ele “foi abandonada pela administração do PT”.
Destacou também que pretende desenvolver uma política voltada para mulher. “A gente fica feliz de ver tanta mulher aqui hoje, a gente vê as mulheres querendo seus direitos, nós queremos estar ao lado de vocês, nós queremos as nossas políticas específicas”, indagou. Piteri também questionou a falta de vagas nas Creches de Osasco que segundo ele “são mais de 10 mil crianças na fila de espera”. Repreendeu a administração sobre a propaganda que é feita do PIB – Produto Interno Bruto que não chega para população em benefícios. “Não adianta ter esse dinheiro se ele não chega para população nos bairros”, esbravejou.

Informou sobre os índices sociais da cidade que na sua avaliação está entre os piores do Brasil. O IDSUS – Índice de Desempenho do Sistema Único de Saúde que avalia a saúde, segundo é “vergonhoso”, o IDEB instituto de desenvolvimento educacional brasileiro é também “vergonhoso”. O ex-vereador também falou sobre o Portal da transparência. “Osasco ocupava a posição 127, agora está na posição 598”, o candidato analisa que o Portal da Transparência “é respeito com quem paga imposto”, comentou. A convenção contou com a presença de várias lideranças do PPS, entre elas a jornalista Soninha que já concorreu às eleições municipais na capital paulista e atualmente ocupa o cargo de Coordenadoria de Políticas para a Diversidade Sexual de São Paulo.

Em convenção partidária, Rogério Lins confirma candidatura a prefeito e mantém suspense sobre quem será seu vice

13661892_628314477324555_4140937269927238445_o

Na tarde deste sábado, 30/07, a coligação PTN-PR-PRP oficializou a candidatura a prefeito de Rogério Lins em convenção realizada no Clube dos Sargentos no Rochdale.
Cerca de 2 mil pessoas compareceram na Convenção para prestigiar o jovem candidato. Todos esperam ansiosos para o anúncio do vice-prefeito, contudo a coligação não definiu um nome, segundo o coordenador da campanha, o ex-prefeito Francisco Rossi, “está complicado”. O nome será revelado nesta próxima quarta-feira (03). O ex-prefeito Francisco Rossi (PR) é um dos cotados. Lins destacou em seu discurso a renovação e a melhoria nos serviços públicos da cidade. “Agradeço pela oportunidade e a confiança dos Osasquenses para poder representar milhares de vozes que clamam por mudanças, por renovação, que clamam por melhorias nos serviços públicos e que querem uma Osasco mais justa e igualitária”, disse. Rogério Lins tem realizado várias reuniões nos bairros intituladas de “Repensar Osasco” e disse que não vai “medir esforços para propor as mudanças necessárias para cidade e apresentar as melhores propostas para o futuro de Osasco”.
Entre os presentes à convenção, além de Rossi e sua filha, Ana Paula Rossi, compareceu a deputada federal Renata Abreu (PTN), Chico Lang, candidato a vereador por São Paulo, Valdomiro Ventura, vereador (PTN) e várias lideranças do PR, PTN e PRP.