Conheça a trajetória do ex-prefeito de Osasco Celso Giglio

O ex-prefeito de Osasco e deputado estadual Celso Giglio (PSDB), de 76 anos, morreu na tarde desta terça-feira (11) no Hospital Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo. Segundo sua assessoria de imprensa, ele estava havia quase dois meses internado. As causas da morte não foram informadas. Giglio foi prefeito de Osasco em duas oportunidades: entre 1993 e 1996 e de 2001 à 2004. É hoje um dos principais líderes municipalistas do Brasil. Em 1995, criou e coordenou o movimento “União pelo Município”, que obteve a adesão de 2.700 prefeituras de todo o país, na defesa dos interesses municipais durante o processo de discussão da reforma tributária. Em abril de 1998 e maio de 1999, liderou a “Marcha dos Prefeitos à Brasília”, movimento que reuniu mais de cinco mil dirigentes municipais.

Em 1997, assumiu a presidência da Associação Paulista de Municípios, à frente da qual realizou uma série de cursos, encontros, seminários e congressos para reflexão e reivindicação das bandeiras municipalistas e capacitação de gestores públicos. Em 1998, foi eleito deputado federal (o 5º mais votado de São Paulo e o 1º mais votado da coligação PTB-PSDB, com 190.047 votos), sendo a voz dos municipalistas no Congresso Nacional.

Em 2002, Celso Giglio foi eleito coordenador-geral do Fórum Metropolitano de Segurança Pública. A atuação da entidade, que congrega os 39 municípios da Grande São Paulo, vem contribuindo para tornar mais eficaz a prevenção à violência e a repressão à criminalidade.

Celso Giglio é um dos grandes nomes do PSDB, cujo diretório municipal ajudou a reestruturar e hoje preside, tendo assumido a condição de líder do partido na Região Oeste da Grande São Paulo.

Em 2004, Celso foi reeleito presidente da Associação Paulista de Municípios, gestão 2005/2008, afastando-se em 2006, para concorrer à Assembléia Legislativa de São Paulo.

Em 2005, Celso Giglio, a convite do governador Geraldo Alckmin assumiu a Superintendência do Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual – IAMSPE, vindo somar com os funcionários a experiência administrativa, de oito anos à frente da Prefeitura de Osasco, garantindo a melhoria de atendimento aos servidores e dependentes. Foi Presidente da Comissão Especial do Instituto que tratou das reformas e melhorias ao atendimento do funcionário público estadual e seus dependentes, além de ter investigado os problemas e sugerido medidas para superá-los.

Foi eleito Deputado Estadual pelo PSDB em 2006 com 111.302 votos.

É autor da lei que institui a proibição da venda de bebidas alcoólicas dentro das escolas estaduais.

Na gestão 2007/2010 acumulou as seguintes funções: líder da bancada do PSDB na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito que investigou a proliferação dos Cursos de Medicina, presidiu as comissões de Assuntos Metropolitanos e Redação e integrou ainda as comissões de Assuntos Municipais, Saúde e Higiene, Legislação Participativa e de Transportes. Nessa mesma gestão, levou para Osasco a segunda maior Fatec do Estado de São Paulo, beneficiando mais de 5 mil estudantes.

Foi reeleito deputado estadual para a gestão 2011/2014, nas eleições de outubro de 2010. Ao tomar posse em março, foi conduzido, por unanimidade, à primeira vice-presidência da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. É presidente da Comissão de Assuntos Metropolitanos e Municipais, membro permanente da Comissão de Saúde e presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga o Ensino Superior praticado pelas instituições particulares.

2014 – Reeleito deputado estadual, dando início ao seu quarto mandato parlamentar. É eleito presidente da Comissão de Saúde, área vital em termos de política pública.

2015 – Nesse período, passou pelas mãos de Celso Giglio os mais importantes projetos de lei discutidos na Assembleia Legislativa na área da Saúde. Mais do que analisar e debater projetos, Celso Giglio apresentou inúmeros projetos de lei, entre os quais estão: regulamentação e cadastro de drones, reformulação do processo de recall das montadoras de veículos e novo formato de exame pré-natal de forma a detectar uso de drogas em gestantes (com a finalidade de promover orientação às futuras mães).

2016 – Inaugurada em Osasco unidade do Instituto do Câncer de São Paulo, primeira fora da capital. Foi o resultado daquela busca iniciada por Celso Giglio em 2012. Neste ano, na Assembleia Legislativa, como presidente da Comissão de Saúde, Giglio encaminhou algumas dos mais importantes debates que envolvem questões diretamente ligadas à saúde Pública.

Celso Giglio abraçou, por exemplo, a luta dos médicos-residentes por melhor remuneração, e dos profissionais de todos os setores que pedem o fim dos cursos à distância para a formação de enfermeiros, entre outros tipos de trabalho direto com pacientes.

2017 – Eleito presidente da Comissão de Finanças, Planejamento e Orçamento.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s