Diretora de UPA é flagrada fazendo as unhas na unidade na hora do expediente, na Baixada Fluminense

Vídeo que circula em redes sociais mostra a diretora de uma Unidade de Pronto-Atendimento da Baixada Fluminense fazendo as unhas com uma manicure em pleno horário de expediente. O flagrante, feito por pacientes, foi na UPA de Comendador Soares, em Nova Iguaçu. A diretora Ana Paula Latini, que não é médica, foi exonerada.

Paciente flagrou diretora da UPA (D) com uma manicure durante o expediente — Foto: Reprodução/TV Globo

Quem frequenta a UPA reclama de falta de atendimento. O marido de uma paciente conta que procurou o ortopedista, mas, ao chegar, disseram que o especialista tinha ido almoçar e que só retornaria duas horas depois.

Nesta terça-feira (25), pela manhã, havia quatro médicos na UPA. Uma mãe que acompanhava a filha com problemas de vesícula e um pai com o filho de 8 anos passando mal passaram pela triagem e meia hora depois aguardavam atendimento.

Através de nota, a assessoria da Prefeitura de Nova Iguaçu disse que a diretora foi exonerada na segunda-feira (24) e que lamenta o ocorrido. Sobre a falta de atendimento, a assessoria disse que quatro médicos pediram demissão recentemente, mas que já está providenciando a reposição.

Problemas em UPAs são recorrentes
Pacientes que buscaram atendimento no último fim de semana nas unidades de Pronto Atendimento (UPA) de Madureira, Costa Barros e Vila Kennedy, nas zonas Norte e Oeste do Rio, voltaram para casa sem sequer passar pela triagem. O atendimento foi prejudicado porque os funcionários estão sem receber os salários.
Anúncios

Prefeitura de Carapicuíba entrega laboratório municipal totalmente reformado

Nesta segunda-feira (3), a Prefeitura de Carapicuíba deu um importante passo na área da saúde. O laboratório municipal foi entregue totalmente reformado depois de quase 20 anos de abandono. As obras, que duraram cerca de dois meses, incluem substituição do piso, troca da rede elétrica, pintura, estrutura de emergência e ar-condicionado.

Além da reforma, o local recebeu novo mobiliário e a troca de todos os computadores. Equipamentos laboratoriais também foram substituídos. Agora, as equipes de saúde podem contar com mais de 80 novos instrumentos para realização dos exames, garantindo resultados ágeis com qualidade.

LIMA 6

Segundo a coordenadora do laboratório, Cilene Macedo, o ambiente moderno e adequado promove a motivação dos profissionais. “Antes da reforma, o trabalho era feito em condições precárias. A maioria dos móveis e equipamentos estavam quebrados, e os computadores lentos. Desde que reabrimos, a equipe está mais motivada e contente por ter um local de trabalho digno”, comenta.

O laboratório de Carapicuíba realiza exames de sangue, fezes, urina e baciloscopia (detecção de tuberculose). Sendo que, neste último, se tornou referência na região, por ser um dos poucos municípios a ter o equipamento necessário para o exame. Por isso, além de atender a própria demanda, Carapicuíba também realiza exames de baciloscopia para Itapevi e Pirapora do Bom Jesus. Com a reforma, também será possível auxiliar Osasco.

OSASCO: PREFEITO ROGÉRIO LINS DETERMINA AFASTAMENTO DE MÉDICOS E ENFERMEIROS ATÉ TÉRMINO DA SINDICÂNCIA

NOTA OFICIAL
PREFEITO ROGÉRIO LINS DETERMINA AFASTAMENTO DE MÉDICOS E ENFERMEIROS ATÉ TÉRMINO DA SINDICÂNCIA

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, determinou o afastamento do neonatologista e da enfermeira obstetra que estavam de plantão quando da morte de um bebê recém-nascido na Maternidade Amador Aguiar.

O afastamento dos profissionais será mantido até o término da sindicância instaurada na Secretaria de Saúde.
Além disso, a Secretaria de Saúde instaurou procedimento que está encaminhando para que outra sindicância seja instaurada na Secretaria de Assuntos Jurídicos, também a pedido do prefeito, e que apurará as responsabilidades pelo ocorrido.

A sindicância interna na Secretaria de Saúde é conduzida pela Comissão de Ética Médica, que analisa os fatos e cujos resultados serão informados aos órgãos que regula as profissões, portanto o CRM (Conselho Regional de Medicina) e o COREN (Conselho Regional de Enfermagem).

Já a sindicância a ser instaurada na Secretaria de Assuntos Jurídicos apurará as responsabilidades civis e administrativas dos envolvidos, aplicando as punições cabíveis.

Ambas as sindicâncias serão concluídas em menos de um mês.

Resultado de imagem para MATERNIDADE AMADOR AGUIAR

Osasco atinge meta da vacinação contra pólio

Balanço parcial da Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Saúde, mostra que a cidade atingiu a meta da vacinação contra a poliomielite. Foram aplicadas 37.166 doses durante a campanha.

arquivos_noticias_2016_fev_captura_de_tela_de_2016-02-24_163455.png

Quanto à vacina contra o sarampo, Osasco ministrou 32.753 doses, atingindo uma cobertura de 88,26%, faltando 7% para alcançar a cobertura. Diante desse quadro, a Vigilância Epidemiológica orientou que as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) continuem vacinando o público alvo dessa campanha (crianças de 1 ano a menores de 5 anos) até que seja alcançada todas as metas estabelecidas.

arquivos_noticias_2016_fev_captura_de_tela_de_2016-02-24_163455.png

A Vigilância Epidemiológica também sugere que sejam implementadas estratégias como busca ativas de crianças em escolas e residências, convocando-as à vacinação ou realizando vacinação nas escolas e residências de acordo com a capacidade operacional de cada UBS.

Desde 1/9 também está liberada a vacina de sarampo para adultos de qualquer idade, cessando assim a priorização das crianças, porém mantendo o atendimento e vacinando de forma indiscriminada todas as crianças que procurarem a UBS e tiverem idades entre 1 ano a 4 anos 11 meses e 29 dias.

O secretário de Saúde, José Carlos Vido, ressaltou que Osasco fez uma campanha diferenciada, pois agregou as vacinas contra a febre amarela, HPV e meningite C. “Atingimos 100% da meta na poliomielite. Para atingir a meta da vacinação contra o sarampo, faremos uma semana com busca ativa em escolas e residências”.

 NÚMEROS DA VACINAÇÃO EM OSASCO

Poliomielite – 37.166 doses

Sarampo – 32.753

Meningite – 1.070 doses

HPV – 3. 642 doses

Febre Amarela – 5.942 doses

Influenza – 10.132 doses

Saúde de Osasco institui a REMUME

A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Saúde, instituiu a REMUME (Relação Municipal de Medicamentos Essenciais), que engloba ações desde a seleção de produtos farmacêuticos até o momento de sua utilização pelo usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) no município, e serve como base para orientar a aquisição de produtos eficazes e seguros, a prescrição e a dispensação, constituindo a melhor gerência para os recursos públicos.

arquivos_noticias_2016_fev_captura_de_tela_de_2016-02-24_163455

Em Osasco, a REMUME foi elaborada pela Comissão de Farmácia e Terapêutica do Município, formada por uma equipe multiprofissional que conta com médicos, farmacêuticos, enfermeiros e odontólogos. A REMUME elenca 459 medicamentos de uso ambulatorial e hospitalar que estão disponibilizados a partir de sua publicação na Imprensa Oficial do Município.

A REMUME está organizada por medicamento, apresentação ou forma farmacêutica, ação farmacológica, locais de distribuição e condições em que será disponibilizado.

Desde 1977 a Organização Mundial da Saúde (OMS) preconiza que os países procedam à criação de Comitês Científicos e estabeleçam a lista básica de medicamentos para uso nos diversos níveis de atenção. O volume cada vez maior de medicamentos disponíveis, a crescente complexidade da farmacoterapia, a maior sofisticação das técnicas de marketing pelas empresas farmacêuticas e os limitados recursos econômicos fazem com que a definição de lista com critérios de racionalidade seja uma tarefa primordial.

O objetivo, de acordo com o secretário de Saúde, José Carlos Vido, é ter de forma permanentemente disponíveis os medicamentos elencados na REMUME para atender à população.

Simulado de Acidentes do SAMU Osasco teve grande participação de voluntários

A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria da Saúde (SS), através do SAMU, realizou durante dois dias, 25 e 26/8, um Simulado de Acidentes com Múltiplas Vítimas. Ao todo foram mais de 250 profissionais voluntários participantes, sendo 100 deles só do SAMU e os demais dos diversos parcerios envolvidos como o 18° Grupamento de Bombeiros, 14° Batallão da Polícia Militar, Batalhão de Polícia do Exército, Defesa Civil e Guarda Civil Municipal.

arquivos_noticias_2016_fev_captura_de_tela_de_2016-02-24_163455.png

A simulação, cujo tema foi “briga entre torcidas organizadas”, contou com 69 vítimas, todos alunos de enfermagem das escolas de Enfermagem São Bernardo, Etinos, Faculdade Anhaguera, Faculdade Nossa Cidade e Universidade Paulista (UNIP).

arquivos_noticias_2016_fev_captura_de_tela_de_2016-02-24_163455.png

O evento teve início com o confronto entre torcedores que tinham armas de fogo e pedaços de pau. A ação foi realizada no Centro Poliesportivo da FITO Zona Sul, sendo projetada para ser o mais real possível.

arquivos_noticias_2016_fev_captura_de_tela_de_2016-02-24_163455

Após o confronto, foram acionadas a Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal. Na sequência chegaram o Corpo de Bombeiros e o SAMU. Eles prestaram o primeiro atendimento às vítimas no local, removendo-as para a unidade de saúde mais próxima. O Pronto-Socorro da Vila Pestana serviu como unidade de apoio.

arquivos_noticias_2016_fev_captura_de_tela_de_2016-02-24_163455.png

As vítimas foram socorridas no primeiro dia de treinamento no tempo de 27 minutos e no segundo dia com um retardo de três minutos.

arquivos_noticias_2016_fev_captura_de_tela_de_2016-02-24_163455

Homens do 2º Batalhão de Polícia do Exército contribuíram como batedores (motociclistas) para facilitar o acesso das ambulâncias ao PS Pestana.

arquivos_noticias_2016_fev_captura_de_tela_de_2016-02-24_163455.png

No ano passado, a simulação foi um acidente de trânsito envolvendo um ônibus e um caminhão com 25 vítimas.

Texto: Olga Liotta

Foto: arquivo GMAU

Carapicuíba realiza mais de 20 mil consultas e exames pelo programa Avança Saúde

Além das melhorias nos ambientes e equipamentos de saúde, a Prefeitura também trabalha para garantir atendimento ágil aos cidadãos. No início da atual gestão foi encontrada uma fila de 50 mil guias de encaminhamentos para consultas e exames. Tudo isso apenas referente ao ano de 2016.

arquivos_noticias_2016_fev_captura_de_tela_de_2016-02-24_163455

Para resolver essa questão, o governo municipal lançou diversas ações a fim de diminuir essa demanda reprimida, entre elas o programa Avança Saúde, que por meio de clínicas privadas, já tirou 20 mil pessoas da espera por 10 tipos de ultrassonografias e consultas oftalmológicas.

Outra importante iniciativa foi a ampliação de computadores da Central de Regulação (setor de agendamento), garantindo agilidade no serviço e melhor controle do fluxo de encaminhamentos. Além disso, também foram realizados mutirões na Secretaria de Saúde, inclusive aos sábados, para organizar e agendar consultas e exames. Com essas estratégias, os atendimentos da demanda reprimida foram finalizados, permitindo menor tempo de espera nos agendamentos de 2018.

A previsão é de que o Avança Saúde atenda mais 25 mil pessoas até o final do ano. Para garantir a efetividade do programa, é importante que os pacientes não faltem às consultas e exames, e que mantenham o cadastro atualizado na Unidade Básica de Saúde.

“Continuamos trabalhando para melhorar o atendimento e diminuir a espera por consultas e exames. O programa Avança Saúde e a Policlínica são ações importantíssimas para a população. Sei que o setor ainda precisa de muito mais, por isso, o trabalho segue a todo vapor, pois saúde é prioridade”, afirma o prefeito Marcos Neves.